Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


            Apesar de incompleta, apresento uma descrição das principais ideologias e correntes de pensamento que, a meu ver, têm inspirado os principais partidos com assento na Assembleia da República Portuguesa.

          Saliento a forte influência do capitalismo e dos ideais do liberalismo/Neoliberalismo no desenvolvimento do processo da globalização que em muito têm influenciado e condicionado as decisões dos governos por todo o mundo dada a dificuldade dos menos fortes, face à dependência económica, em manterem sua soberania (independência) e a autonomia na tomada de medidas congruentes com as ideologias que inspiraram a criação dos partidos e deveriam orientar os governantes.

 

psd_cds.jpg

 SOCIAL DEMOCRACIA

          Corrente ideológica que, partindo da crítica ao sistema capitalista e à necessidade de revisão do marxismo, ao negar nomeadamente a luta de classes, defendeu a construção do socialismo através de reformas graduais levadas a cabo por governos resultantes de processos eleitorais democráticos. Defende:

- a conjugação da defesa do pluralismo democrático e dos princípios da livre concorrência económica com o intervencionismo do Estado, cujo objetivo é o de regular a economia e promover o bem-estar dos cidadãos;

- a transição para uma sociedade socialista sem uma revolução, mas através de uma gradual reforma legislativa do sistema capitalista, tornando o capitalismo mais igualitário, de acordo com normas do sistema parlamentar e democrático, a fim de torná-lo mais igualitário;

- princípios como igualdade e justiça social, solidariedade e liberdade;

- a propriedade privada;

- o modelo capitalista, como necessário e positivo para o crescimento da economia, à angariação de impostos, considerando-o, no entanto, ineficiente na distribuição da riqueza produzida;

- o fomento da economia como condição à melhoria das condiçõs salariais e à redistribuição da riqueza gerada pelo capitalismo, traduzida em impostos, através de programas de assitência social;

- a economia de livre mercado ou liberalismo econômico onde o mercado está mais livre da intervenção estatal e da burocracia;

- as decisões sobre oferta, demanda, preço, distribuição e investimentos não são feitos pelo governo;

- os consenso entre empregadores e empregados (associações e sindicatos) subordinada à lógica do capital;

- o papel complementar e de regulação das forças do mercado na proteção do bem público;

- uma política centrada em reformas sociais caracterizadas por uma grande preocupação com as pessoas mais carentes ou desprotegidas e uma distribuição mais equitativa da riqueza.

 

DEMOCRACIA CRISTÃ

          Pensamento, ideologia e movimento político que tem a sua origem na doutrina social da igreja que condena os excessos do liberalismo capitalista, atribuindo igualmente aos estados a missão de zelar pelo bem-comum. Defende:

- uma democracia baseada nos ensinamentos e princípios cristãos, tais como a liberdade, a solidariedade e a justiça;

- o combate ao Estado forte e centralizado. Por isso ela é regionalista e municipalista, apoiando a descentralização e a autonomia das províncias e dos concelhos;

- algumas ideias liberais: reformulação do capitalismo através de uma política defensora da justiça social e defesa dos direitos humanos, da liberdade e da iniciativa privada e individual;

- a solidariedade e a cooperação entre povos – é internacionalista;

- algumas ideias conservadoras; o desenvolvimento evolucionário e gradual da sociedade, a implementação da lei e da ordem, a rejeição do comunismo e a rejeição, em assuntos sociais, do aborto, da eutanásia e do casamento de pessoas de sexo igual;

- algumas ideias socialistas: a Previdência social, a intervenção do Estado na economia se for necessário, o apoio aos mais desfavorecidos, a dignificação do trabalho e a diminuição da pobreza;

- a redistribui da riqueza gerada pelo capitalismo, traduzida em impostos, através de programas de assitência social, principalmente via instituções – Estado-Providência.

 

Capitalismo

          Sistema econômico que defende que:

- os meios de produção e distribuição são todos de propriedade privada e com fins lucrativos;

- o aumento de rendimento pretendido tanto pode ser concentrado como distribuido, dependendo das condições particulares de cada sociedade;

- as decisões sobre oferta, demanda, preço, distribuição e investimentos não são feitos pelo governo;

- distribuição dos lucros pelos proprietários que investem em empresas e os salários são pagos aos trabalhadores pelas empresas;

- o Estado/Governo existe para banir a iniciaçãoi de violência humana;

- o grande comércio e a grande indústria são controlados pelo poderio econômico dos bancos comerciais e por outras instituições financeiras - capitalismo financeiro.

 

Liberalismo

          Ideologia política que defende:

- o Estado deve proporcionar aos cidadãos oportunidades a nível econômico, de saúde, de educação, etc. a liberdade de escolha, sem impôr – liberalismo social;

- a restrição do poder estatal, não permitindo que o Estado interfira em alguns direitos fundamentais como o direito à vida, à felicidade e à liberdade – liberalismo político;

- o comércio livre – liberalismo económico.

 

Neoliberalismo

          Corrente de pensamento e ideologia política associada à globalização que defende:

- a não participação do estado na economia, onde deve haver total liberdade de comércio, para garantir o crescimento econômico e o desenvolvimento social de um país. afirmam que o estado é o principal responsável por anomalias no funcionamento do mercado livre, porque o seu grande tamanho e atividade constrangem os agentes econômicos privados;

- a pouca intervenção do governo no mercado de trabalho;

- a política de privatização de empresas estatais;

- a livre circulação de capitais internacionais e ênfase na globalização;

- a abertura da economia para a entrada de multinacionais;

- a adoção de medidas contra o protecionismo econômico;

- a diminuição dos impostos e tributos excessivos etc.;

- a redução dos custos e dos salários como uma forma essencial para melhorar a economia local e global.

- a independência da economia relativamente à política;

- que a educação vocacionada para o mercado de trabalho.

 

ps.jpg

Socialismo

          Doutrina política e económica ou uma linha de pensamento que defende:

- a transformação da sociedade através da distribuição equilibrada de riquezas e propriedades, diminuindo a distância entre ricos e pobres;

- uma mudança gradual da sociedade e um afastamento do capitalismo, considerando que o capitalismo concentra injustamente a riqueza e o poder nas mãos de um pequeno segmento da sociedade que controla o capital e deriva a sua riqueza através da exploração, criando uma sociedade desigual, que não oferece oportunidades iguais para todos a fim de maximizar suas potencialidades;

- alguma centralização do capital no Estado em determinados setores;

- o poder de regulação pelo Estado como forma de assegurar a igualdade e a justiça.

 

Comunismo

          Doutrina social ou ideologia, que defende:

- a construção de um regime político e econômico que possibilite o estabelecimento da igualdade e justiça social entre os homens;

- que todos têm o mesmo direito a tudo, mediante a abolição da propriedade privada;

- o fim da sociedade burguesa, a luta da classe proletária contra a burguesia, o desaparecimento das classes e a sua substituição por uma sociedade socialista ou comunista;

- envolvimento de toda a sociedade, ao nível de todas as comunidades, no processo de transformação controlado e imposto pelo Estado/Governo;

- uma mudança brusca da sociedade e um afastamento do capitalismo;

- apropriação pelo Estado das formas produtivas, como as indústrias, fazendas entre outros, que passam a pertencer à sociedade e são controladas pelo Estado, para evitar a concentração da riqueza nas mãos de uma minoria;

- o controlo dos setores econômicos pelo Estado, determinando os preços, os estoques, salários, regulando o mercado como um todo – Economia planificada.

 

          O cumprimento do dever/direito da cidadania passa obrigatoriamente pela formação, pela busca do conhecimento e da independência que justificarão em parte nossas decisões.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:55


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

2015

2014